Header Ads




Em vídeo, Governador anuncia que Pará terá 124 mil doses de vacina contra Covid-19

Doses serão direcionadas para profissionais da saúde, quilombolas, indígenas e idosos.
Crédito: Reprodução Sociais 

Após a aprovação pela Anvisa do uso emergencial da Coronavac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan (SP) e Fiocruz (RJ), o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou pelas redes sociais que o estado receberá 124 mil doses da vacina na primeira fase de imunização. A quantidade é menos da metade prevista inicialmente pelo Governo do Estado, que divulgou a estimativa de 320 mil doses.

Nesta fase inicial, devem ser imunizados profissionais da saúde da linha de frente, indígenas aldeados, moradores das áreas remanescentes de quilombos e idosos acima de 80 anos.

“Estou me deslocando para São Paulo onde amanhã, às 7h, estarei recebendo a primeira parte das vacinas para o nosso estado. Nesta primeira fase, serão 124 mil doses. Estaremos priorizando profissionais de saúde, indígenas e pessoas que estão em asilos e casas de cuidado. Certamente, logo chegaremos às próximas fases para atender a população. Vacinar é importante e vacinar é a nossa prioridade”, disse Helder 

Barbalho.

Logística

Em videoconferência na noite de sexta (15), Helder Barbalho detalhou o plano de vacinação contra Covid-19 com os prefeitos no estado.

“Já estamos com nossa logística preparada para fazer a distribuição para as regionais. A ideia é que os municípios possam ir até a sua regional e apanhar sua cota, para fazer chegar à sua cidade", explicou.

De acordo com o governador, o "estado está pronto para auxiliar os municípios com logística mais difícil".

"Particularmente, nas regiões do Marajó e Calha Norte teremos o apoio de aviões e helicópteros para o transporte das vacinas. Não vamos deixar nenhum município prejudicado. Nossa ideia é vacinar todo mundo ao mesmo tempo nesta primeira fase", afirmou.

Insumos

Durante a reunião, Helder Barbalho também afirmou que o estado já disponibilizou seis milhões de agulhas e seringas, além de isopores, para auxiliar no plano de vacinação.

Ele disse que o governo vai enviar, com as vacinas, material informativo sobre a importância da imunização.

Por G1 PA 

Nenhum comentário