Header Ads




Governo do Amazonas recebe 70 mil metros cúbicos de oxigênio vindos de Belém


Crédito: Diego Peres/ Secom Manaus

Na madrugada deste sábado, 16, Manaus recebeu uma carga de 70 mil metros cúbicos de oxigênio, vinda através de balsas de Belém. Segundo o Governo do Amazonas, a nova remessa deve garantir a "retomada do equilíbrio do abastecimento da rede de saúde do estado para os próximos dias".

Ainda hoje, o avião que buscaria vacinas na Índia vai levar mais uma carga de oxigênio a Manaus. O voo deve partir às 14h de Campinas, no interior de São Paulo. A quantidade de insumo que será transportada ainda não foi informada.

A rede hospitalar de Manaus entrou em colapso e as unidades ficaram superlotadas. Sem oxigênio, pacientes morreram asfixiados. A demanda diária por oxigênio chegou a ser quase três vezes maior do que os fornecedores locais conseguiam produzir. Na última quinta-feira, 14, o déficit diário era de cerca de 48 mil metros cúbicos.

O governo ainda não informou qual é a situação do consumo neste sábado. Em todo o estado, mais de 6 mil pessoas morreram por complicações da Covid-19 desde a última sexta-feira. Manaus voltou a bater o recorde diário de enterros, e registrou 213 sepultamentos apenas ontem.

Conforme o governo, o oxigênio que chegou em balsas neste sábado foi adquirido pela fornecedora White Martins e já começou a ser distribuído nos hospitais.

Uma força-tarefa foi montada pelos governos estadual e federal, além de diversos outros órgãos e doadores, para enviar oxigênio para a cidade ao longo da semana. Aviões das Forças Armadas enviaram cilindros de oxigênio para hospitais de Manaus. A capital também recebeu cargas de oxigênio e doações de diversos estados, e artistas, como Whindersson Nunes.

"Hoje nós temos um aumento significativo, extraordinário. Em menos de 15 dias, passamos de 15 mil m³ para 75 mil m³, superando a capacidade que o fornecedor tinha de produzir oxigênio", disse o governador Wilson Lima a uma emissora de TV na última sexta-feira, 15.

Com informações G1

Nenhum comentário