Header Ads




64.400 novas doses da vacina CoronaVac começam a ser distribuídas para os municípios do PA nesta segunda-feira

Esta é a quarta remessa de vacinas contra o novo coronavírus enviada pelo Ministério da Saúde (MS).
Chegada das vacinas no aeroporto internacional de Belém. — Foto: Reproduçãi/Agência Pará

O Pará recebeu na noite deste sábado (6), mais uma remessa dos imunizantes contra à Covid-19. No total foram recebidas 64.400 doses da vacina CoronaVac. Esta é a quarta remessa de vacinas contra o novo coronavírus enviada pelo Ministério da Saúde (MS). Agora a Sespa inicia o processo de logística para enviar aos municípios nesta segunda-feira, 8.

Segundo a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), o próximo passo é ajustar a logística de envio aos municípios. Esse processo que vai acontecer neste domingo (7), para que na segunda-feira (8), os imunizantes comecem a ser distribuídos pelos órgãos estaduais da Segurança Pública aos municípios 144 municípios estaduais. Com esse segundo lote a Sespa vai aproveitar a mesma logística para enviar também as segundas doses do primeiro lote, obedecendo o prazo de 21 dias de diferença para imunização, conforme estabelecido pelo Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Segup) prossegue com logística feita desde que chegaram as primeiras vacinas ao Estado do Pará. A intenção é fazer chegar as novas 64.400 doses o mais rápido possível nos 144 municípios.

O plano desenvolvido pela Sespa prevê que a campanha de vacinação ocorrerá, simultaneamente, em todos os 144 municípios do Pará, e os grupos serão cumulativos no decorrer das etapas definidas.

Plano de Vacinação:

-1ª Fase: trabalhadores de Saúde; pessoas com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e indígenas aldeados.

-2ª Fase: profissionais da Segurança Pública na ativa; idosos de 60 a 79 anos de idade; idosos a partir de 80 anos e povos e comunidades tradicionais quilombolas.

-3ª Fase: pessoas com comorbidades (doenças como diabetes, hipertensão e obesidade);

-4ª Fase: trabalhadores da Educação; Forças Armadas; funcionários do sistema penitenciário; população privada de liberdade e pessoas com deficiência permanente severa.

Fonte G1 Pará

Nenhum comentário