Header Ads




Bombeiros de Santarém ajudam nas buscas por piloto de avião que desapareceu após decolar de Alenquer, no PA

As buscas terrestres têm participação da Polícia Civil, Defesa Civil e mateiros da região de Alenquer.
Piloto de avião Antônio Sena conhecido como Toninho Sena desapareceu após decolar de Alenquer, no PA, dia 28 de janeiro — Foto: Reprodução/Redes sociais

Quatro homens do 4º Grupamento de Bombeiros Militar (4º GBM) de Santarém, oeste do Pará, se juntam à polícia e à defesa civil do município de Alenquer e voluntários nas buscas terrestres pelo piloto Antônio Sena, o "Toninho", e o avião Cessna 210 de prefixo PT-IRJ, que desapareceram no início da tarde do dia 28 de janeiro, após decolagem de uma pista de Alenquer.

O avião tinha como destino a pista de pouso 13 de Maio, uma área de garimpos na região de Almeirim nos limites com Laranjal do Jari (AP). Populares informaram à família do piloto que viram a aeronaves sobrevoando em círculos a pista do garimpo Anatum por volta das 12h20 do dia 28 de janeiro. Depois disso, o avião não foi mais visto.

No início da noite desta sexta-feira (5), Mariana Sena, irmã do piloto santareno Toninho Sena enviou um vídeo à imprensa no qual agradece a participação dos bombeiros nas buscas terrestres, e faz um apelo ao governo do estado do Pará e instituições militares para auxiliem nas buscas com pessoal especializado em salvamento. (vídeo)

Segundo Mariana, a FAB fazendo buscas aéreas, mas há muita dificuldade de avistamento devido à extensa área de mata fechada. "A FAB continua no ar fazendo o seu melhor, e nós agradecemos muito por isso. Sabemos que o período deles de buscas já foi prorrogado pelo menos umas duas vezes. gente entende a dificuldade de avistamento do avião pelo ar. A área de floresta é muito densa e por isso é urgente a necessidade de começarmos as buscas por terra", disse.

A partir de informações levantadas pela Polícia Civil de Alenquer sob o comando da delegada Fabíola Rabelo com moradores da região, já se delimitou uma área para as buscas terrestres. Segundo a delegada, já foi percorrida uma área do município de Monte Alegre, porque surgiu a informação de uma grupo de crianças de que o avião teria sido visto voando baixo com o bico em direção do solo. Um drone está sendo usado pela polícia para fazer imagens aéreas dos trechos já percorridos.

"Estamos tendo incansável ajuda da Polícia Civil de Alenquer e Santarém, e tem mais cinco mateiros que estão nos ajudando, mas precisamos de mais gente nesse esforço de buscas terrestres porque o Antônio não pode mais esperar", enfatizou Mariana Sena.

Investigações

O dia 2 de fevereiro, um inquérito foi aberto pela delegacia da Polícia Federal de Santarém, oeste paraense, para investigar o desaparecimento do avião Cessna 210 de prefixo PT-IRJ e do piloto Antônio Sena.

Duas pessoas já foram ouvidas pela PF e levantamento de informações está sendo realizado na região. O procedimento é sigiloso.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário