Header Ads




Chega a Santarém a última remessa de cilindros de oxigênio adquiridos pelo Governo do Pará

A remessa faz parte da aquisição de 500 unidades de cilindros, que o Estado comprou para abastecer os hospitais da região e evitar o desabastecimento, durante esta segunda onda de contágio na região
Crédito: Agência Pará 

Nesta sexta-feira (5), mais um carregamento de cilindros de oxigênio chegou a Santarém para reforçar os atendimentos de Covid-19 no Oeste do Pará. Esta é a última carga, das 500 unidades adquiridas pelo Governo do Estado, para abastecer os hospitais da região.

A remessa chegou ao município de avião. O desembarque logístico foi feito por militares da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Exército Brasileiro e funcionários da Infraero. Todos os cilindros foram levados para empresa Oeste Gás, onde passarão por vistoria e após esse procedimento serão enviados aos municípios.
O Secretário Regional de Governo do Baixo Amazonas explica que a aquisição desse material garantiu o estoque de oxigênio nos municípios da região, evitando o desabastecimento.

“Com a aquisição dos 500 cilindros que o Governo do Pará fez garantimos, que neste momento difícil aqui na região, nós pudéssemos abastecer os municípios reforçando todo o estoque de oxigênio fazendo com que a abastecedora não deixasse faltar oxigênio. Com esta terceira remessa estamos chegando no nosso total de 500 cilindros para continuar atendendo os municípios com maior carência. Com certeza, essa decisão fez com que nós não tivéssemos problemas com falta de oxigênio aqui na região. Nós estamos com esse trabalho desde o início do mês de janeiro, com essa articulação do Governo do Pará, Sespa, com a Secretaria Regional e com o apoio de vários órgãos que nos ajudaram foi possível fazer este trabalho de combate a pandemia da COVID-19. Esta ação garante salvar muitas vidas aqui no Oeste do Pará”, disse o secretário regional.

Para quem está envolvido com a operação, poder participar deste momento e contribuir é motivo de orgulho.

“Mais uma vez, a Polícia Militar do Pará contribuindo com a secretaria de saúde e também colaborando com as pessoas que precisam de oxigênio. É o terceiro desembarque de cilindros, onde as forças se juntam em prol de um bem comum, que é dar o suporte necessário as pessoas que estão precisando. Então, é uma honra a polícia militar do estado do Pará está participando dessa ação em prol da nossa sociedade”, disse o Major Maciel, comandante do 3º BPM.

Reforço - Desde o dia 19 de janeiro, o Governo do Estado tem reforçado o estoque de cilindros de oxigênio doa hospitais das regiões do Baixo Amazonas e Tapajós. Na primeira remessa foram enviados 159 cilindros e, logo depois, o Governo adquiriu mais 500 unidades. Todos os cilindros foram distribuídos entre os municípios da região, de acordo com as suas necessidades.

Atualmente, o Pará tem uma capacidade de produção de oxigênio superior a 58 mil metros cúbicos diários, o que atende à demandas dos 144 municípios.

Fonte Agência Pará 

Nenhum comentário