Header Ads




Sespa confirma 9 casos da variante brasileira do coronavírus em Óbidos, Monte Alegre e Santarém

Amostras de material genético de pacientes foram analisadas pelo Instituto Evandro Chagas, em Belém.
Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science — Foto: Reprodução/Visual Science

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) confirmou no fim da manhã desta quarta-feira (10), em sua conta do Twitter, 9 casos da variante brasileira do novo coronavírus, chamada de P1, nos municípios de Santarém, Óbidos e Monte Alegre, todos na região do Baixo Amazonas.

No dia 30 de janeiro, a Sespa havia confirmado os dois primeiros casos da variante P1 no Pará, ambos de pacientes do município de Santarém, sendo um homem de 51 anos que teve contato com a irmã que viajou de Manaus (AM) para Santarém no fim do ano passado, e uma mulher de 26 anos que informou não ter tido contato com pessoas vindas do estado do Amazonas, onde a variante foi detectada pela primeira vez no Brasil.

Após a confirmação dos dois primeiros casos da variante P1, o governo do estado mudou o status do bandeiramento na região do Baixo Amazonas - de vermelho (alto risco) para preto (lockdown) -, restringindo o funcionamento de atividades essenciais e proibindo o funcionamento de atividades não essenciais, para reduzir a circulação de pessoas, com objetivo de frear o avanço da contaminação.

Potencial de transmissão

De acordo com o Instituto Evandro Chagas, as cepas de SARS-CoV-2 identificadas no estado do Pará mostram-se semelhantes às da linhagem P1, apresentado, desta forma, alterações nas posições 484 e 501 da proteína Spike.


Estudos conduzidos no Reino Unido e na África do Sul têm sugerido que estas alterações podem estar associadas a um maior potencial de transmissão desta variante. "Entretanto investigações ainda precisam ser conduzidas para comprovar que esta variante seja mais virulenta em comparação a outras previamente identificadas no Brasil”, disse o Instituto.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário