Header Ads




Adolescente que participou de assalto no Maracanã morre em intervenção policial no Juá

Fato aconteceu na tarde desta quarta-feira (24). Outro suspeito, também menor de idade foi apreendido.
Aparecido Amorim morreu após intervenção policial na ocupação, e Lourinho foi apreendido por participação em assalto — Foto: Reprodução/Redes sociais

Um adolescente de 17 anos identificado como Aparecido Ferreira de Amorim, morreu após ser ferido durante intervenção da Polícia Militar na ocupação Bela Vista do Juá, na tarde desta quarta-feira (24). De acordo com a polícia, Aparecido participou pela manhã, de um assalto em uma residência no bairro Maracanã. No local, ele e mais quatro suspeitos fizeram uma família refém e roubaram vários objetos.

De acordo com capitão PM Arthur Vasconcelos, desde o início da manhã equipes da polícia estavam fazendo diligências nos arredores do bairro onde aconteceu o assalto e com base em informações do serviço de inteligência, foram até à ocupação Bela Vista do Juá na tarde de hoje. Em uma residência, na última rua da ocupação, a polícia localizou uma moto roubada das vítimas. No local, estavam dois adolescentes envolvidos no crime.

"A Polícia Militar trabalha para aplicar a lei e preservar vidas, mas entre a vida de um policial e um delinquente, a gente vai preservar a vida do policial. Desde cedo que estávamos atrás dos assaltantes, o indivíduo tentou contra a abordagem da guarnição e foi alvejado. Nós chamamos o socorro para que a vida dele fosse preservada, e ele foi levado para o hospital, mas não resistiu", contou capitão Arthur Vasconcelos.

O outro adolescente identificado como "Lourinho" foi apreendido e segundo a polícia, confessou que de fato havia participado do assalto no Maracanã, assim como, Aparecido. Outros indivíduos que estavam com os suspeitos na ocupação durante a abordagem policial correram e conseguiram fugir por uma área de igapó.

"A gente tomou conhecimento do assalto, as vítimas vieram à delegacia e fizeram boletim de ocorrência. A gente já tinha uma suspeito de um assalto anterior e começamos a fazer diligências. E hoje à tarde quando chegamos na ocupação, uma motocicleta já tinha sido apreendida pela PM que também pegou o Lourinho e revidou a um ataque do Aparecido. O Lourinho já conversou conosco e confessou o ato infracional, tanto o de hoje quanto o assalto ao peixeiro. Já havia contra ele mandados de internação", relatou i delegado Erik Petterson.

O adolescente e os objetos apreendidos na ocupação (moto, dois relógios, celulares e mochila de um notebook) foram levados à UIP do Santarenzinho. No local, o delegado Gustavo Ceccagno disse que Aparecido apesar da pouca idade, era velho conhecido da polícia por atos infracionais.

"O menor que foi alvejado já tinha dois mandados de internação comigo e estava envolvido em homicídio, latrocínio. Ele era matador de CV, era contratado para matar pessoas", contou Ceccagno.

O delegado também confirmou que tanto Lourinho quanto Aparecido estavam envolvidos no assalto em uma residência no Maracanã. "Já confirmamos que os dois adolescentes estavam envolvidos no assalto. Eles entraram sem arrombar a porta e fizeram a família refém. No caso do dia 10 foram surpreendidos por vizinhos e levaram apenas 2 celulares, mas estavam atrás de R$ 12 mil que havia na casa. A apreensão do menor é de suma importância para o curso das investigações", disse.

Lourinho contou à polícia que já responde ao menos por seis atos infracionais na cidade de manaus (AM). Da última vez, chegou a ficar 8 meses em internação. Depois veio para Santarém, onde voltou a praticar atos infracionais análogos a roubo.

*Colaborou Jaderson Moreira, da TV Tapajós

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário