Header Ads




Concurseiros de Macapá que vieram fazer o concurso da PM em Belém são impedidos de retornar à cidade natal

O grupo de aproximadamente 40 pessoas pede apoio das autoridades para retornar à capital do Amapá
Crédito: Reprodução/WhatsApp

Um grupo de aproximadamente 40 pessoas, oriundas de Macapá, alegam estarem sendo impedidas de retornar para a cidade natal. Eles vieram para Belém com objetivo de concorrer ao concurso da Polícia Militar do Pará (PMPA), que seria realizado no último domingo, 14. De acordo com os concurseiros, a justificativa da proibição seria o decreto que estabelece lockdown na Região Metropolitana de Belém (RMB) nesta segunda-feira, 15,, entretanto, o bloqueio total na Grande Belém começa somente a partir das 21h.

Os concurseiros que encontram-se no Porto do Líder, no bairro do Jurunas, afirmam que compraram as passagens para voltar à capital do Amapá, porém, o barco que faria o transporte deles está ancorado no porto, transportando apenas cargas. Segundo o concurseiro Pierri Lima, de 30 anos, os funcionários do local não sabem esclarecer quais medidas os amapaenses devem fazer para conseguir viajar.

“Ninguém sabe dar informação ao certo para gente e não sabemos o que fazer. Pedimos apoio das autoridades, da Capitania Dos Portos e quem puder nos ajudar. Aqui tem várias pessoas impedidas de voltar para suas casas, inclusive, em outros portos”, contou o concurseiro Pierri Lima.

A suspensão do concurso da Polícia Militar ocorreu no começo da tarde de sábado, 13, quando o Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou o pedido do Ministério Público do Pará (MPPA) para suspender a realização das provas do concurso.


Fonte Roma News 

Nenhum comentário