Header Ads




Equipe do Ministério da Saúde está no oeste do Pará investigando variantes da covid-19

Municípios de Monte Alegre, Prainha, Santarém, Rurópolis, Brasil Novo e Altamira também passarão pela investigação
Crédito: Marcelo Seabra/Agência Pará

Uma equipe de profissionais do Ministério da Saúde chegou nesta sexta-feira, 5, no município de Óbidos, oeste do Pará, para realizar um trabalho de investigação sobre a circulação das variantes do novo coronavírus nos município da região.

Além de Óbidos, outros municípios serão investigados, como: Monte Alegre, Prainha, Santarém, Rurópolis, Brasil Novo e Altamira. As visitas consistem na avaliação dos prontuários médicos que descrevem os sintomas, quadro clínico e o resultado de exames e testes realizados pelos pacientes.

Segundo informações da Secretaria Regional de Governo do Oeste do Pará, os técnicos do EpiSUS, do Ministério da Saúde, atuam com base em uma lista de pacientes identificados com a variante. Com esses conteúdos, eles analisam os prontuários e avaliam a evolução do quadro clínico.

A Secretaria informou ainda que a investigação pode ser estendida para outros municípios, dependendo da evolução da pandemia na região.

Variante P.1

As mutações identificada são consideradas Variantes de Atenção (VOC) no Brasil. Na região, a pesquisa investigativa está voltada à variante P.1 pela proximidade e interligação socioeconômica da Região Oeste do Pará com o Amazonas, em especial, Manaus.

Confirmação da nova variante em janeiro

Na região, especificamente no município de Santarém, a confirmação oficial da presença da nova variante da Covid-19 foi confirmada no último dia 29 de janeiro após análise do Instituto Evandro Chagas (IEC), em amostras de dois pacientes que foram diagnosticados com o vírus.

Investigação do EpiSUS


Desde o último dia 17, uma equipe do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (EpiSUS), da Secretaria de Vigilância em Saúde, vinculada ao Ministério da Saúde está em uma missão exploratória para verificar as demandas no atendimento a pacientes de Covid-19 no Pará e investigar variantes do novo coronavírus.

Com informações da Agência Pará

Nenhum comentário