Header Ads




Governador do Pará diz que rede privada não suporta mais atendimento por covid-19

Crédito: Reprodução/Agência Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), disse neste domingo, 14, à um veículo de comunicação nacional que a rede privada de saúde do Estado já não suporta a demanda de pacientes com sintomas da covid-19 e que eles estão sendo transferidos para o sistema público de saúde.

Helder afirma que a rede estadual está "muito próxima do limite" e que a cada abertura de novos leitos para covid-19, a ocupação ocorre de forma muito rápida. "Os hospitais privados já não estão mais garantindo, os planos de saúde já estão fazendo contato com o sistema público para encaminhar os seus pacientes, ao tempo que verificamos essa gravidade temos que valorizar o Sistema Único de Saúde (SUS)", afirmou o governador.

Ainda de acordo com o governador, a classificação preta, de alto risco de contágio pelo novo coronavírus, nos cinco municípios foi tomada considerando as que estão mais próximas da capital, com maior densidade populacional e onde estão as maiores estruturas de saúde do estado.

LOCKDOWN NO PARÁ

A partir das 21h desta segunda-feira, 15, os cinco municípios da região metropolitana de Belém entrarão em lockdown, com apenas os serviços essenciais funcionando. A medida foi anunciada no sábado, 14, pelo governador do Pará, Helder Barbalho, e valerá, a princípio, por sete dias.

Com o objetivo de conter a evolução da pandemia de covid-19 na capital paraense, a medida vale para Belém e os municípios de Ananindeua, Benevides, Marituba e Santa Bárbara. Nesses locais, que passaram para a bandeira preta, apenas um membro de cada família poderá ser atendido nos estabelecimentos comerciais e as cirurgias eletivas foram adiadas até o fim de março.

Durante a bandeira preta, somente funcionarão supermercados, bancos, farmácias, casas lotéricas e feiras livres. O restante do Pará permanece na fase vermelha. O governador também anunciou a suspensão do campeonato paraense de futebol.

Com informações da GloboNews

Nenhum comentário