Header Ads




Governo Federal destina mais de R$ 13 milhões para combate à covid-19 em municípios do Pará; veja a lista


Crédito: Marcos Corrêa/PR

Foi publicada nesta terça-feira, 2, no Diário Oficial da União, que o Ministério da Saúde destinará R$ 13.080 milhões aos Centros Comunitários de Referência e Centros de Atendimento do Pará. O valor beneficiará 59 municípios e será utilizado para o enfrentamento da covid-19. Entre os municípios inclusos estão Abaetetuba, Bragança, Cametá e Marapanim.

Veja aqui os 59 municípios contemplados e os valores que serão repassados para cada um deles.

A medida apoiará em nível nacional o funcionamento dos 2.373 estabelecimentos distribuídos entre 2.061 municípios, visando ampliar e qualificar o acompanhamento de doenças crônicas, pré-natal e consultas de rotina, além de demandas relacionadas à infecção por coronavírus.

Para o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Parente, o cenário epidemiológico atual pede readequação da Atenção Primária, que tem um papel importante na campanha de vacinação, incluindo os Centros. “Ao todo, o Ministério da Saúde repassou mais de R$ 1,6 bilhão para a estratégia com a quantia autorizada hoje, justamente porque entendemos a importância de apoiar os municípios durante a pandemia, especialmente agora, durante a imunização”, ressalta.

Por se tratar da porta de entrada para o Sistema Único de Saúde (SUS), a Atenção Primária tem um papel essencial na identificação de casos graves da covid-19 logo no início. Além disso, o atendimento nas unidades de saúde, assim como nos Centros de Atendimento e nos Centros Comunitários, pode frear a transmissão da covid-19 ao conter a ida de pessoas com sintomas leves aos serviços de urgências ou hospitais.

Os recursos serão transferidos em caráter excepcional e temporário aos Fundos Municipais de Saúde de forma automática e em parcela única. Os municípios que, em novembro ou dezembro já tinham os Centros de enfrentamento da covid-19 implantados, com informações do funcionamento registradas no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES), poderão receber os recursos.

Com informações do Ministério da Saúde

Nenhum comentário