Header Ads




Mais de 400 mil alevinos são distribuídos a produtores por estação de piscicultura de Santarém

Distribuição é importante para o desenvolvimento da atividade na região do Baixo Amazonas e Tapajós.
Distribuição de alevinos é importante para o desenvolvimento da piscicultura na regiao do Baixo Amazonas e Tapajós — Foto: Adenilson Nunes/Divulgação

Dez municípios da região oeste do Pará foram beneficiados com a distribuição de 435 mil alevinos. A produção e distribuição é uma importante ferramenta para o desenvolvimento da piscicultura na região do Baixo Amazonas e Tapajós. Os alevinos saíram da estação de reprodução instalada na Unidade Agrícola (Uagro), da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) de Santarém.

A prática representa aos 720 produtores, que já foram beneficiados neste mês de março, uma alternativa rentável para o incremento na fonte de renda para os moradores de áreas rurais, que, muitas das vezes, têm como única atividade econômica a agricultura ou na pesca.

As espécies distribuídas foram: Tambaqui (Colossoma macropomum): 330 mil alevinos e Tambatinga (Colossoma macropomum) fêmea + Piaractus brachypomus (macho): 105 mil alevinos.

Além de o peixe ser um alimento rico em proteínas e que faz parte da dieta alimentar diária dos produtores, assim a piscicultura aliada as boas práticas geram renda e segurança alimentar para as famílias.

O coordenador regional da Sedap em Santarém, Alisson Castro, espera que a Uagro Santa Rosa possa contribuir de forma significativa para o desenvolvimento da piscicultura regional com produção, melhoria de conhecimento técnico dos criadores, repasse de tecnologias e garantia no fornecimento de alevinos.

Mesmo com a pandemia do coronavírus presente, em 2020 foram distribuídos 1,2 milhão de alevinos a produtores dos municípios de Santarém, Mojuí, Altamira, Terra Santa, Belterra, Monte Alegre, Novo Progresso, Juruti, Rurópolis e Trairão.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário