Header Ads




Peritos do INSS terão prioridade na vacinação contra a covid-19


Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Após um pedido feito pela Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) para a inclusão da categoria no grupo prioritário da vacinação contra o novo coronavírus, o governo federal, através do Ministério da Saúde, autorizou que os profissionais que atuam nas agências da Previdência Social sejam inseridos no grupo de prioridades na primeira etapa de imunização, junto com idosos e profissionais de saúde e indígenas.

No documento enviado, destaca-se que dentre os trabalhadores da saúde estão contemplados tanto profissionais da área quanto os trabalhadores que atuam em locais e estabelecimentos que prestem assistência e vigilância à saúde, sejam hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais.

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho informou, através de nota, que após a autorização da inclusão, a Subsecretaria da Perícia Médica Federal expediu um ofício orientando os chefes de suas unidades regionais iniciarem a articulação junto às Secretarias de Saúde Municipais e Estaduais para viabilizarem a vacinação.

O fechamento das agências chegou a ser discutido em assembleia pela a ANMP na última terça-feira, 2, mediante ao agravamento da epidemia, nos municípios, principalmente naqueles em que a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estivessem superior a 90%.

83% dos servidores realizam jornada presencial

De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, atualmente 2.092 peritos atendem presencialmente em 581 agências da Previdência Social em todo o país, esse número corresponde a 80% das agências que possuem serviço de perícia médica. Os demais seguem fechados. Até o momento, existem 435 peritos realizando atividades em teletrabalho por serem considerados do grupo de risco ou lotados em agências que não estão aptas ao atendimento presencial. Logo, 83% dos peritos seguem trabalhando presencialmente.

Os demais trabalhadores das agências são vinculados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Segundo eles, atualmente existem 1.208 agências abertas, 77% do total. E dos 19.701 servidores ativos, 85% trabalham de forma presencial.

Com informações do Extra

Nenhum comentário