Header Ads




PF desarticula organização criminosa de tráfico de peixes em extinção em Altamira

A PF constatou que o crime tinha como destino outros países, entre eles, Colômbia, China e Europa
Crédito: PRF

A Polícia Federal (PF) realizou, na manhã desta terça-feira, 30, o cumprimento de mandados - de busca e apreensão, e de prisão - para desarticular uma organização criminosa especialista em tráfico de peixes em extinção, com representação internacional. As ações, autorizadas judicialmente pela 4ª Vara Federal de Belém, ocorreram no bairro Brasília, em Altamira.

Segundo a PF, o grupo tinha a participação de pelo menos dez integrantes, subdivididos em vendedores internacionais e nacionais, intermediadores, pescadores locais, transportadores das espécimes e receptadores internacionais, tratando-se de uma organização bem estruturada e com clara divisão de tarefas, com o objetivo de obter grandes vantagens financeiras em detrimento da exploração do meio ambiente.

A PF constatou que o crime tinha como destino outros países, entre eles, Colômbia, China e Europa. Anteriormente, os investigadores haviam descoberto um dos maiores responsáveis pela comercialização internacional de peixes raros em extinção. Após desdobramentos, um segundo sujeito envolvido nesse esquema ambiental, o qual era responsável por realizar a ponte entre os pescadores locais, recrutamento de nativos para o transporte ilegal dos peixes, foi preso hoje.

De acordo com a Polícia Federal, confirma as hipóteses criminais, os investigados responderão pelos delitos previstos na lei de crimes ambientais e lavagem de capitais, com penas que podem ultrapassar 20 anos de reclusão, além da multa.
Com informações da Polícia Federal

Nenhum comentário