Header Ads




Desembargadora paraense Edinéa Tavares morre em Belém após complicações da covid-19

Crédito: Divulgação/TJPA

Morreu nesta quarta-feira, 14, a desembargadora Edinéa Oliveira Tavares, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, após uma parada cardíaca, devido a complicações da covid-19. Edinéa estava internada em um hospital particular de Belém.

Segundo informações, ela sofreu uma embolia pulmonar, o que acarretou em uma parada cardíaca. A equipe médica tentou reanimar, mas ela não resistiu e faleceu.

Sobre a magistrada

Edinéa Oliveira Tavares entrou na magistratura em 1985 e, ao longo da carreira, esteve em diversas comarcas de relevância para o Estado como a de Vigia, Marabá, Santarém e Ananindeua. Ela também assumiu o posto de direção em vários fóruns do interior do Estado, até chegar à capital. Edinéa também foi presidente do Tribunal do Júri e fez parte da Turma Recursal dos Juizados Especiais. Ela também esteve à frente da 5ª Vara da Fazenda Pública da capital antes de ser eleita desembargadora.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário