Header Ads




Equipe da delegacia especializada em meio ambiente visita região do Tapará e levanta demandas de conflitos agrários em Santarém

Os policiais ouviram relatos de moradores do Tapará sobre crimes ambientais que preocupam as comunidades.
Policiais ouviram relatos de moradores do Tapará sobre crimes ambientais que preocupam as comunidades — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Equipe da Delegacia de Meio Ambiente e Proteção de Animais e Delegacia de Conflitos Agrários (Demapa/Deca) visitou a região do Tapará, várzea de Santarém, oeste do Pará, na última terça-feira (6), onde conversou com os comunitários sobre questão fundiárias.

Os policiais ouviram relatos de moradores do Tapará sobre crimes ambientais que preocupam as comunidades e que precisam de uma atuação mais forte dos órgãos de proteção ao meio ambiente. Não é raro na região a ocorrência de ameaças aos comunitários em razão da pesca predatória e conflitos por terras.

Segundo o titular das especializadas, delegado Jardel Guimarães, há toda uma necessidade de atuação em campo para interagir com as comunidades que sofrem com crimes ambientais, no sentido de evitar conflitos e encontrar soluções dentro da lei.

O levantamento de demandas ambientais das comunidades rurais de Santarém vem sendo feito pela Demapa/Deca desce o mês de março. No dia 9, por exemplo, lideranças e agricultores do Curuatinga e Corta-Corda, ambas na região do Curuá-Una foram recebidos pelo delegado Jardel Guimarães para tratar assuntos relacionados a questões fundiárias e ambientais enfrentadas nas comunidades que vivem sob pressão da especulação imobiliária e desmatamento ilegal.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário