Header Ads




Investigado por desvio na merenda escolar, vice-governador do Pará é indicado ao TCM


Crédito: Reprodução Sociais

Na manhã desta terça-feira, 13, o atual vice-governador do Estado do Pará, Lúcio Vale (PL), passou por sabatina dos deputados estaduais. Vale foi indicado pelo governador Helder Barbalho (MDB) para assumir uma cadeira de conselheiro no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

A indicação foi oficializada pelo governador na última quarta-feira, 7, em mensagem enviada à Assembleia Legislativa. Vale ocupará a vaga do conselheiro Aloísio Augusto Lopes Chaves, que entrará em aposentadoria compulsória no próximo dia 17.

Acusações de desvio de dinheiro público

Lúcio Vale é réu acusado de desvio de dinheiro público destinado à merenda escolar, assistência social e ao sistema de saúde local. De acordo com as investigações do Ministério Público Federal, o desfalque é de R$ 39,6 milhões. Além do vice-governador do Pará, foram denunciadas outras 31 pessoas, incluindo o irmão de Lúcio, o deputado federal e ex-prefeito de Viseu Cristiano Dutra Vale e os prefeitos de Cachoeira do Piriá, Leonardo Dutra Vale, e de Viseu, Isaías José Silva Oliveira Neto.

O processo de indicação

A indicação para a vaga que será aberta é de livre escolha do chefe do Poder Executivo. Segundo ofício enviado pelo TCM, após as providências e procedimentos sob encargo do Governo do Estado e da Alepa, a posse do novo conselheiro, junto ao TCM-PA, ocorrerá em Sessão Solene, sob regência desta Presidência, em até trinta dias a contar do ato de nomeação, publicado no DOE/PA.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário