Header Ads




Pacientes do HCS ganham ação de Páscoa ao ar livre em Santarém

Oração, cantoria e textos reflexivos marcaram o domingo de páscoa de alguns pacientes da Unidade.

A cena não lembra o ambiente hospitalar em tempos de pandemia – um espaço ao ar livre, as árvores dando sombra e cadeiras colocadas em forma de círculo. Nesse cenário alguns pacientes do Hospital de Campanha de Santarém (HCS), com quadro clínico estável, puderam participar de uma atividade em grupo no domingo de Páscoa, 4 de abril. Para esse momento, a equipe multiprofissional, liderada pela psicóloga, realizou uma oração, leitura e troca de histórias, que trouxeram descontração, reflexão e alegria aos participantes, que estão em tratamento para a COVID-19.
A ação aconteceu após a equipe médica e de fisioterapeutas avaliarem as condições físicas e emocionais de todos que estão em tratamento para a doença. Após essa avaliação, 15 pacientes permaneceram por cerca meia hora fora do leito. Eles ganharam uma pequena barra de chocolate (70% sem açúcar) da direção da Unidade. O presente simbólico teve autorização da nutricionista do Hospital.
“Vou levar esse momento para o resto da minha vida, sou muito grato por está vivo e comemorando a vida. A Páscoa é importante para minha família e sei que eles estão em oração nesse momento de renascimento”, expressou-se o paciente, Adinor dos Santos, de 70 anos. Ele é da cidade de Santarém e está internado na Unidade há 4 dias, se mantém com quadro clínico estável, segundo a equipe médica.

Segundo a psicóloga do HCS, Narjara Dantas, a atividade foi pensada para que os pacientes pudessem celebrar a Páscoa. Além de ajudar a fortalecer o corpo e mente. “O ambiente hospitalar acaba criando uma rotina de tratamento na qual os pacientes ficam muito tempo deitados nos seus leitos, a possibilidade de sair um pouco e respirar o ar puro, traz uma sensação de relaxamento e normalidade. Essa sensação fortalece as forças para retornar a batalha contra o vírus”, explicou.

O tempo pascal encerrou com cantoria, onde, de forma voluntária, um dos colaboradores cantou músicas gospel. Todos ficaram em pé para celebrar a vida. “Poder transmitir emoção através da voz faz toda diferença para mim. Eu poder ver o paciente se sentindo acolhido e sentindo a emoção é uma sensação de massagem no coração”, finalizou

Blogdocarpê com informações Ascom HCS

Nenhum comentário