Header Ads




UPA 24h de Santarém inicia protocolo que autoriza acompanhantes para pacientes com necessidades especiais

A aplicação do protocolo de acompanhantes faz parte das orientações repassadas pelo Ministério Público Estadual (MPE).
Crédito: Reprodução 

Nesse primeiro momento, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h de Santarém irá permitir a permanência de acompanhante apenas para paciente com necessidade especial, como por exemplo, esquizofrênicos, autistas e pacientes com transtornos mentais. O protocolo começou a ser aplicado hoje, 5 de abril, e posteriormente, nas semanas seguintes, será aplicado para idosos acima de 60 anos e menores de 18 anos. A principal orientação do protocolo é que esse acompanhante seja um profissional da área da saúde. A família indica uma única pessoa para permanecer na Unidade durante toda a internação do paciente que estiver em leito clínico.

Durante a internação, os acompanhantes deverão seguir o protocolo de segurança estabelecido pela Unidade. A pessoa que for acompanhar o paciente selecionado deverá ter entre 18 e 59 anos de idade, sem histórico de doenças crônicas ou agudas (comorbidades). Para a pessoa que for acompanhar, será disponibilizado os EPI's necessários para proteção individual, orientando sobre o uso e o descarte adequado, recomendações da higienização constante das mãos. Além de receberem da Unidade a alimentação e um espaço para higiene pessoal.

Durante a internação será permitida a permanência do acompanhante somente nos leitos clínicos. No caso em que o paciente precise ir para sala vermelha, o acompanhante deixará a Unidade após as devidas orientações. Diariamente esses acompanhantes irão passar por uma avaliação clínica da equipe para avaliar a condição de permanência.

A psicóloga da UPA, Ariane Macedo, destaca ainda que é necessário que as pessoas que começarão a circular na Unidade possam ser colaboradoras dos seus respectivos pacientes.

“Eles devem se atentar em utilizar somente a cadeira disponível para acompanhantes, não sentar e nem deitar nos leitos. Essa pessoa deve sempre permanecer junto ao paciente de sua responsabilidade e acionar a equipe de saúde sempre que necessário. Não será permitida a visita para esse acompanhante na área externa do Hospital, para proteção, pois estão em uma área de risco alto de infecção” explicou ela.

Para a implementação desse novo protocolo houve o aumento da equipe multiprofissional. O protocolo completo com direitos e deveres dos acompanhantes de pacientes da COVID- 19 está disponível na recepção da Unidade e no setor psicossocial.

Blogdocarpê com informações Ascom 

Nenhum comentário