Header Ads




Dia do Gari: três agentes de limpeza representam as gerações que tornam Santarém mais limpa e organizada


Jocilei Guimarães Ferreira de 21 anos, Luzilene Siebra dos Santos, 45 anos e Raimundo José da Silva, 72 anos, representam muito bem as gerações que zelam pelo bem-estar da população santarena, com seu trabalho de agente de limpeza urbana mais conhecido como gari.

O termo “gari” se deu em decorrência a uma homenagem ao engenheiro francês Aleixo Gary que em 1895, veio ao Brasil para instalar um sistema de limpeza urbana no Rio de Janeiro. O uniforme dos trabalhadores da limpeza de rua, levava o nome do engenheiro, sendo que seu sobrenome foi adotado para categorizar a profissão em 16 de maio de 1962.
Em Santarém, a profissão gari, foi instituída oficialmente pela Lei 13.521 de 08 de maio de 1991, pelo então Prefeito em exercício, Arnaldo Sousa Lopes. Para o secretário da Secretaria Municipal de Urbanismo e Serviços Públicos (Semurb) da Prefeitura de Santarém, a data é um reconhecimento, pela importância da função no dia a dia da população. “Tanto a nível de Brasil, quanto em Santarém, reconhecemos a grande importância dos nossos profissionais da limpeza pública, pois pelo trabalho deles é que garantimos a manutenção do bem-estar em geral, tanto nas questões de prevenção da saúde, quanto pelas questões ambientais. Percebemos o empenho e a dedicação deles, desde o mais novo ao mais idoso que atua nas equipes”, destacou.

O agente de limpeza mais jovem, do quadro de servidores da Semurb, Jocilei Guimarães Ferreira de 21 anos, falou seus desafios no exercício da função. “Como toda profissão, temos dificuldades e desafio, mas esse trabalho me orgulha muito, por estar fazendo a limpeza da nossa cidade para levar o bem-estar das pessoas” destacou.

“Eu tenho o maior orgulho de trabalhar nessa área, de deixar a cidade mais limpa, na forma de colaborar com a limpeza das nossas ruas”, disse a agente de limpeza, Luzilene Siebra dos Santos de 45 anos, ao falar de seu trabalho.

O agente com mais idade, que atua na equipe da Semurb, é o senhor Raimundo José da Silva. Aos 72 anos, ainda não quis optar pela aposentaria e neste período de pandemia da covid-19, chegou a ser afastado de suas atividades. Porém, expressa muita satisfação em ser agente de limpeza. “Para mim esse trabalho é muito bom. Desde que entrei, gostei, e continuo gostando do que faço” disse ele, lembrando que em 2020 recebeu homenagem na Câmara de Vereadores, da qual se sentiu muito feliz e honrado.

O trabalho de limpeza pública urbana é vital para a manutenção da organização e limpeza de uma cidade. Capina, roçagem, varrição de vias, coleta de lixos e entulhos, desobstrução dos sistemas de drenagens são alguns dos serviços que são executados diariamente pelos agentes de limpeza em Santarém.

Blogdocarpê com informações Agência Santarém 

Nenhum comentário