Header Ads




53 prefeituras deixam de enviar lista para que motoristas recebam auxílio de R$500 no Pará

Trabalhadores de novas categorias, que serão beneficiadas no programa Renda Pará, deveriam ser listados pelas prefeituras até terça, 1. Prazo foi adiado.
Ponto de táxi em Belém. — Foto: Agência Belém

Um taxista que trabalha no bairro de Nazaré, em Belém, afirma estar preocupado com o recebimento do auxílio de R$500 destinado para motoristas, anunciado pelo governo estadual. "Não sabemos se todos que têm direito vão conseguir receber, já que muitos que atuam em aplicativos por exemplo podem não ter cadastro na prefeitura", afirma o trabalhador, que preferiu não ser identificado.

De acordo com a Secretaria de Estado de Assistência, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), que está à frente da listagem dos beneficiados, até a noite de terça (1º), 53 prefeituras dos 144 municípios paraenses deixaram de enviar a relação dos motoristas para que recebam o auxílio.

As categorias que passam a ser atendidas pelo programa Renda Pará são taxistas, mototaxistas, motoristas de van, de transporte escolar e de aplicativos. A listagem deveria ser enviada até a noite de terça - 91 cidades deram resposta.

A Seaster informou que uma força-tarefa foi montada para apurar as informações cadastrais já enviadas pelas prefeituras. "Aqueles que ainda não enviaram as listas, terão até o domingo (6) para entregar a relação de cadastros de ocupações exigida.

O secretário Inocencio Gasparim disse que "é importante que as prefeituras encaminhem a devolutiva destas informações dentro do prazo estipulado, pois só assim é possível organizar as informações e enviar ao banco para a execução do pagamento".

Ainda segundo Gasparim, "uma equipe de técnicos da Seaster está empenhada em dar agilidade neste processo, e é esperada colaboração dos gestores para garantir este benefício que tem sido tão importante, em meio à pandemia".

O decreto estadual prevê que não podem receber o auxílio do Renda Pará:

quem tem contrato formal de emprego vigente;
funcionário público
inscrito em programas de transferência de renda (Bora Belém, Bolsa Família ou Renda Pará).

As informações sobre a lista de beneficiários e o calendário de pagamento ainda não foram disponibilizados pelo governo.

Os municípios que não enviaram a lista são: Água Azul do Norte, Almeirim, Altamira, Anajás, Aurora do Pará, Bannach, Barcarena, Belterra, Bonito, Brejo Grande do Araguaia, Cachoeira do Arari, Cachoeira do Piriá, Chaves, Concórdia do Pará, Cumaru do Norte, Curuá, Faro, Floresta do Araguaia, Garrafão do Norte, Gurupá, Inhangapi, Jacareacanga, Mãe do Rio, Marabá, Melgaço, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Nova Ipixuna, Nova Timboteua, Oeiras do Pará, Oriximiná, Ourém, Ourilândia do Norte, Palestina do Pará, Pau D'Arco, Placas, Prainha, Rio Maria, Rurópolis, Santa Cruz do Arari, Santa Luzia do Pará, Santa Maria das Barreiras, São Félix do Xingu, São João da Ponta, São João do Araguaia, São Miguel do Guamá, São Sebastião de Boa Vista, Senador José Porfírio, Terra Alta, Tomé-Açu e Uruará.

Fonte G1 Pará 

Nenhum comentário