Header Ads




Tese de legítima defesa prevalece e réu de 19 anos é absolvido de crime de homicídio em Óbidos

Sessão do Júri Popular foi realizada nesta terça-feira (15) sob a presidência do juiz Clemilton Salomão.
Martelo da Justiça — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Ivanildo Silva de Paiva, 19 anos, conhecido pelo apelido "Farofinha" foi absolvido de crime de homicídio na tarde desta terça-feira (15), após os jurados que participaram da sessão de Júri Popular terem acatado a tese de legítima defesa do acusado, que foi sustentada durante o julgamento, tanto pelo representante do Ministério Público, quanto pelo defensor público que atuou no caso.

O crime que vitimou Anderson Fagner Aquino da Costa Junior aconteceu em 2020. A vítima foi morta com dois golpes de faca. Mas, desde a prisão preventiva que ocorreu logo após o cometimento do crime, "Farofinha" afirmou ter agido em legítima defesa. Na época, ele foi transferido para o Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura, em Santarém, onde permaneceu até o julgamento.

Diante dos depoimentos das testemunhas, do réu e da sustentação feita pelo promotor Paulo Igor Barra Nascimento, o defensor público Himdemburgo Rabello de Moura Júnior pediu a absolvição do réu. Os jurados acataram a tese e decidiram pela absolvição de "Farofinha".

O juiz então julgou improcedente a denúncia, absolvendo o réu da prática de crime de homicídio consumado, revogando a prisão preventiva e expediu alvará de soltura para que Ivanildo (farofinha) fosse colocado imediatamente em liberdade.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário