Header Ads




Comitê de crise reúne para avaliar flexibilização de atividades em Santarém com bandeiramento verde

De acordo com o decreto estadual, os municípios com bandeira verde podem retomar de forma flexibilizada a abertura da maioria das atividades não essenciais.
Flexibilização de atividades não-essenciais em Santarém será avaliada por comitê de crise — Foto: Agência Santarém/Divulgação

Com a entrada em vigor do bandeiramento verde (risco baixo de proliferação do novo coronavírus) em todo o Pará desde o último dia 5, há grande expectativa do setor de entretenimentos em Santarém para a flexibilização de atividades. Por isso, o Comitê de Crise para Enfrentamento da Pandemia de Covid-19 reúne de forma extraordinária nesta segunda (9) para definir o regramento.

De acordo com o procurador jurídico da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Matheus Coutinho, que é também presidente do Comitê de Crise, de Santarém, a reunião será realizada a partir das 14h e vários pontos serão avaliados, como a situação epidemiológica, dados técnicos/científicos, ocupação de leitos, entre outros.

"O comitê reunirá de forma extraordinária para avaliar as flexibilizações, as alterações previstas pelo governo do estado, para expedir os regramentos que valerão para o município. Aqui temos uma ação civil pública sobre o setor de eventos. Com relação a classe de entretenimentos, vamos verificar se haverá novo acordo judicial. O que se tem é uma expectativa muito grande de flexibilização, mas é preciso cautela e cuidado para que a segurança e a saúde de todos prevaleçam", explicou Coutinho.

Quanto o uso de máscaras de proteção facial, Matheus Coutinho reforçou que continua obrigatório em Santarém, por força de lei, uma vez que a pandemia não acabou e todos os protocolos de biossegurança devem ser seguidos para evitar uma nova onda de Covid-19.

De acordo com o decreto estadual, os municípios com bandeira verde podem retomar de forma flexibilizada a abertura da maioria das atividades não essenciais, "respeitadas as regras de proteção sanitária e distanciamento controlado das pessoas, mediante o cumprimento de protocolos sanitários".

Entre os principais pontos do bandeiramento verde conforme o decreto estadual estão:

Ficam proibidas aglomerações, reuniões, manifestações, em locais públicos, para fins recreativos, com audiência superior a trezentas pessoas.
Fica permitida a realização de eventos privados em locais fechados, com audiência de até trezentas pessoas, limitados a 75% da capacidade do estabelecimento.
Ficam autorizados a funcionar restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos afins, respeitadas as regras de ocupação de espaço.
Permanecem proibidos e fechados: boates, casas noturnas, casas de shows e estabelecimentos afins, e a realização de shows e festas abertas ao público.

*Colaborou Érique Figueirêdo, da Tv Tapajós

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário