Header Ads




Ministro do Turismo Gilson Machado participa da inauguração de orla em Santarém nesta sexta


Crédito: Reprodução/Agência Brasil

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, participa nesta sexta-feira, 06, da inauguração da Orla da Praia do Maracanã em Santarém, no Pará, que contou com um investimento de R$ 3,9 milhões do Ministério do Turismo.

Ele chegou a Santarém por volta das 22h30 de quinta-feira, 05, e deve participar do evento por aproximadamente uma hora na cidade do oeste paraense, já que ainda pela manhã desta sexta-feira ele precisa seguir para outra agenda, no município de Paulo Afonso, na Bahia.

A cerimônia de entrega da obra contará, ainda, com a presença do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), do prefeito de Santarém, Nélio Júnior (DEM) e do deputado federal José Priante (MDB).

A obra faz parte do conjunto de investimentos da pasta na região. Entre os anos de 2019 e 2020, o Ministério do Turismo destinou R$ 22,9 milhões a projetos de infraestrutura turística no Pará.

Já é a terceira visita de Machado Neto ao Pará só em 2021. Na última passagem pelo estado, também em Santarém, o ministro acompanhou investidores estrangeiros pelas regiões turísticas da cidade e também pelo distrito de Alter do Chão. Ele também ciceroneou empresários pela orla do Rio Tapajós e mostrou a eles, de perto, o encontro do Tapajós com o Amazonas.

Além de Belém, ele também esteve em Belterra, onde tratou do desenvolvimento do turismo no município, com foco na área de turismo de natureza e etnoturismo, com visita aos parques florestais da região e também às obras do Museu da Ciência da Amazônia.

“Não tenho dúvidas de que essa experiência permitiu que investidores espanhóis conferissem pessoalmente o que eu sempre tenho dito sobre o nosso potencial: o Brasil é o país mais preservado no mundo e o melhor país para se investir”, disse na ocasião.

Gilson Machado Neto tem 30 anos no ramo de turismo e tem se demonstrado empolgado com as possibilidades do setor na região amazônica em discursos e entrevistas.

Antes de assumir o cargo em dezembro de 2020, passou um ano como diretor-presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo e antes disso, outro um ano como secretário de ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente.

Nenhum comentário