Header Ads




Três pessoas são presas pela Polícia Federal por envolvimento com droga encontrada em navio, em Santarém

Responsáveis por entorpecentes devem responder por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico. 'Carregamento' de 85kg de cocaína foi encontrado em casco de navio, em abril.
85kg de entorpecentes foram encontrados em casco de navio que ia para Grécia, na Europa — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A operação "Scuba Diver" da Polícia Federal, que investiga a apreensão de 85kg de cocaína que foram encontrados no casco de um navio em um porto de Santarém, no oeste do Pará, no dia 5 de abril, prendeu três pessoas na segunda-feira (9) no Paraná, em Santa Catarina e em São Paulo.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e mandados de prisão preventiva em combate aos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico.

No mesmo dia que o carregamento de entorpecentes foi encontrado, dois homens foram presos. Segundo a Polícia, o compartimento do casco do navio Sea Chest (Caixa de Mar), é uma abertura que permanece sempre submersa.

Segundo a Polícia, se confirmada a hipótese criminal, os responsáveis responderão por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, previstos na Lei 11.343/2006, enquadrada nos art. 33 c/c 40, inciso I, e no art. 35, respectivamente.

Para transportar a mercadoria ilícita, o grupo criminoso se utilizava de mergulhadores experientes que chegam a permanecer submersos por mais de 1h, até a completa inserção dos materiais no casco do navio. Em razão do modus operandi, denominou-se a operação de "Scuba Diver", que quer dizer “mergulhador”.

Considerando o valor de venda dos entorpecentes e o tamanho do compartimento, assim como a quantidade de droga ali acondicionada, o faturamento do grupo seria de, aproximadamente, mais de 1 milhão.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário