Header Ads




Suspeito de estupro e de duas mortes se apresenta à polícia fora do flagrante e segue em liberdade

Cláudio Santos de Jesus, o Juquinha, alegou que teve relação sexual consentida com adolescente.
Cláudio de Jesus, o Juquinha, é suspeito de estupro e dois assassinatos — Foto: Reprodução/Redes sociais

O homem suspeito de estuprar um adolescente de 14 anos no bairro Mararu, em Santarém, oeste do Pará, no último domingo (8), se apresentou espontaneamente na Delegacia Especializada de Atendimento à Criança e ao Adolescente, na manhã desta terça-feira (10). Cláudio Santos de Jesus, conhecido como "Juquinha" estava sendo caçado por moradores do Mararu e foi acompanhado por uma guarnição da PM após procurar a 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil.

"Hoje pela manhã o suspeito procurou um parente e disse que queria se apresentar à polícia. Esse parente o levou até à Seccional e de lá ele foi apresentado aqui na Deaca. Ele já foi ouvido e confirmou que teve relações sexuais com o menor, mas alega ter sido consensual essa relação. A vítima em escuta especializada alegou que não foi consensual, que foi mediante violência e com o uso de uma faca. A vítima tem 14 anos e de acordo com a mãe, tem uma deficiência mental leve, e isso pode caracterizar a vulnerabilidade. Isso vai ser devidamente esclarecido na investigação", explicou a delegada Andreza Souza, titular da Deaca.

Ainda de acordo com a delegada, o Setor Psicossocial vai emitir um relatório da escuta especializada, que vai contribuir para a investigação. Quanto ao suspeito, após os procedimentos policiais foi colocado em liberdade por já ter passado o flagrante.

"Ele foi ouvido, não está mais em situação de flagrante, por isso não pode ser autuado. Vai ser colocado em liberdade, mas o inquérito policial está em curso, o delegado Napoleão está presidindo o inquérito e todas as providências policiais já foram tomadas pra que essa investigação ocorra o mais rápido possível com situação de perícia, escuta especializada, depoimentos de testemunhas, interrogatório do acusado, para que esse caso seja solucionado o quanto antes", ressaltou Andreza Souza.

A delegada reforçou que mesmo que a autoridade policial quisesse prender o autuado, a situação foge dos requisitos de prisão em flagrante, uma vez que o suposto estupro foi cometido na noite de domingo, e o suspeito se apresentou espontaneamente na manhã desta terça, mais de 24 horas após o fato. "Legalmente não está mais caracterizado o estado de flagrante", pontuou.

Juquinha também é investigado por dois assassinatos registrados nos bairros Área verde e Jutaí, em Santarém. O mais recente, em 7 de março deste ano, teve como vítima o jovem Resivan Batista, de 18 anos. O corpo dele encontrado em um terreno baldio no bairro Área Verde. A outra vítima foi Andreci Miranda, de 26 anos. O corpo dele foi encontrado dia 15 de fevereiro em uma área de mata na avenida Dom Frederico Costa, no bairro Jutaí, já em estado de decomposição.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário