Header Ads




Trabalhadores informais terão direito ao novo Bolsa Família


Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Governo Federal vai dar início no próximo mês aos pagamentos do Auxílio Brasil, novo nome dado ao Bolsa Família. Com essa nova proposta, o governo garante que, nesta fase mais pessoas vão ter o direito de entrar no benefício, como os trabalhadores informais, por exemplo.

Com o fim do auxílio emergencial, o Ministério da Cidadania disse que esse programa atende pelo menos 27 milhões de trabalhadores informais atualmente no Brasil. São pessoas que sobrevivem apenas com o dinheiro do benefício, e que não estão inscritos no Bolsa Família. Pelo menos uma parte deles poderá migrar para o benefício novo a partir de novembro deste ano.

Aumento

Segundo o ministro João Roma, da pasta da Cidadania, disse que o patamar médio mensal do programa hoje está na casa dos R$ 189. O deve crescer a partir do próximo mês de novembro.

O governo ainda discute sobre quanto ficaria o novo valor. Uma ala do governo acredita que uma média de R$ 300 seria o ideal para não quebrar o teto de gastos públicos previstos em lei. Já outra ala, quer um aumento maior do que foi sugerido.

O Centrão pressiona o Presidente Jair Bolsonaro para que esse valor aumente em torno de R$ 400. O Planalto ainda não bateu o martelo.

Auxílio Emergencial

Enquanto o novo Bolsa Família, não inicia, os trabalhadores informais do Brasil seguem recebendo as parcelas do Auxílio Emergencial, que foi prorrogado por mais três meses.

Vale lembrar, que o programa Auxílio Emergencial foi criado para dar suporte para os trabalhadores informais que estavam impossibilitados de trabalhar por causa das rígidas medidas restritivas em decorrência da pandemia da covid-19 no País.

Com informações do Empregabilidade Brasil

Nenhum comentário