Header Ads




Após repercussão negativa, Belo Monte desiste de queimar madeiras nobres da Amazônia


Crédito: Divulgação

A concessionária Norte Energia, dona da hidrelétrica de Belo Monte, desistiu de seu plano de queimar mais de 3,5 mil metros cúbicos de madeira. Desse montante, 2 mil m³ seriam de espécies nobres e protegidas por lei federal, material suficiente para encher 120 caminhões de toras.

O objetivo era usar as madeiras para alimentar os fornos da siderúrgica Sinobras, uma das sócias da Norte Energia. O governo do Pará foi contra essa decisão e afirmou que adotaria medidas para evitar que o material fosse incinerado. "O governo do Pará informa que toma conhecimento do caso através da denúncia do jornal O Estado de S. Paulo e que considera inadmissível esta agressão aos nossos recursos naturais”. A empresa decidiu reavaliar o destino do material e confirmou que a suspensão já foi informada ao Ibama.

"É importante esclarecer que a maior parte da madeira protegida por lei extraída para a implementação da usina tem sido utilizada em múltiplas ações sociais, que beneficiam moradores de comunidades na área de influência da usina, tais como ribeirinhos e comunidades indígenas, na construção e reforma de pontes, escolas, postos de saúde, equipamentos de lazer, entre outros", declarou a Norte Energia.

Com informações de Brasil ao Minuto

Nenhum comentário