Header Ads




Empresário morre em queda de paramotor no interior do Pará


Crédito: Reprodução/ Redes Sociais

Um empresário, identificado como Alexandre Comunello, proprietário da Boi Forte, morreu em decorrência de um acidente aéreo ocorrido na tarde de sábado, 18, em Novo Progresso, região oeste do Pará. Segundo informações, ele teria se jogado de um paramotor, com objetivo de evitar o choque contra uma torre de transmissão de internet durante o voo.

Com múltiplas fraturas, tendo uma das pernas quebradas, braço e antebraço e muitas escoriações, o empresário foi socorrido com vida e encaminhado ao Hospital Municipal, contudo, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O acidente ocorreu no morro na saída da cidade, sentido Santarém, acima da empresa Martelli Transportes. Conforme informação coleta pelo Jornal Folha do Progresso Alexandre estava operando contra o sol. O acidente foi visto por populares que chamaram o SAMU e subiram no morro para ajudar resgatar a vítima.

Paramotor

Também conhecido como Parafly é considerado uma adaptação do Parapente. Os Parapentes para voar necessitam uma velocidade de vento que supera os 20 km/h dependendo do tipo de vela, esta velocidade se consegue graças ao vento que se gera ao correr nas costas.
No Paramotor essa velocidade de vento se gera graças a força que proporciona o motor que levam as costas no momento que se supera a velocidade necessária para se levantar. Enquanto que em um Parapente se requer uma certa altura para poder voar, com o Paramotor se pode levantar voo praticamente de qualquer lugar plano.

Com informações de: Folha do Progresso e Giro Portal

Nenhum comentário