Header Ads




Pará registra quase 31 mil acidentes de trânsito em um ano e pressiona atendimento em hospitais

Só no Hospital Metropolitano, em Ananindeua, foram mais de dois mil atendimentos e 81 mortes
Crédito: Agência Pará

Nos últimos quatro meses, três graves acidentes com grande repercussão foram registrados nas vias da Grande Belém. Os acidentes que tiveram como consequência a morte de nove vítimas despertam preocupação em condutores, passageiros e pedestres sobre o crescimento expressivo de acidentes graves no trânsito da Grande Belém, causados principalmente pela imprudência ao volante.

No mês de abril, um grave acidente envolvendo um carro de passeio e uma carreta entre os municípios de Santa Maria do Pará e Castanhal, tirou a vida de cinco pessoas da mesma família. Entre as vítimas estavam dois adultos, dois bebês com menos de três anos de idade e uma adolescente. Já no mês de agosto, outros dois casos graves envolveram impudência ao volante: no dia 18 de agosto, uma colisão entre um carro de passeio e um caminhão no município de Marituba, deixou dois mortos: uma criança e sua mãe. Já na madrugada do dia 26 de agosto, outro acidente envolvendo dois veículos deixou duas vítimas fatais: uma mulher e seu filho, uma criança de 2 anos.

Atendimentos

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, referência em tratamento de traumas e que realiza atendimento às vítimas de acidentes graves no trânsito, registrou entre janeiro a junho de 2021, 2.096 atendimentos. Se comparados com os índices de 2020, os registros do primeiro semestre de 2021 atingem a marca de 45,94%, quase a metade do registrado no ano anterior. Se compararmos o número de mortes registradas no mesmo período, os resultados despertam ainda mais temor: nos seis primeiros meses de 2021, já foram registrados 46,82% dos 173 óbitos no trânsito de 2020.

Notificações de acidentes

Segundo o Departamento de Trânsito do Estado (Detran) em 2020 foram registrados 30.801 acidentes, 10.283 só em Belém, capital paraense. Além disso, em 2020 foram registrados 1.438 mortos em todo o estado, 134 deles apenas em Belém. No entanto, após ser procurado pelo Portal Roma News, o Detran informou que só possui os dados de janeiro de 2021 e que ainda não concluiu o balanço com as informações dos outros cinco meses deste ano. Logo, entre a margem de meses sem dados preliminares constam os três acidentes graves mencionados por esta reportagem.

Porém, ao fazer uma projeção estimada dos dados registrados em janeiro deste ano, de 2.555 acidentes em todo o Pará, 894 destes na capital, chegaríamos a um índice ligeiramente menor que o registrado em 2020, expectativa que se estenderia para o número de mortos registrado em janeiro deste ano, que soma ao todo 119 óbitos em todo o estado e 8 deles na capital. A ausência de dados oficiais sobre os demais meses pode interferir não apenas no mapeamento de acidentes de trânsito, como também no direcionamento de ações estratégicas de educação no trânsito e de sinalização adequada de vias, que juntos, podem ajudar a salvar vidas no trânsito.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário