Header Ads




Recompensa para encontrar suspeito de matar ex-secretária de turismo de Marabá e filha sobe para R$ 2 mil


Crédito: Divulgação

Aumentou para R$ 2 mil o valor da recompensa para quem tiver informações que levem a localização e prisão de Márcio Sousa Pinto, vulgo “Márcio Vaqueirinho”, acusado de ser o autor do duplo homicídio da ex-secretária de turismo de Marabá, Vanusa Silva Barbosa e da filha dela Jacsiane Barbosa de Moura.

“Vaqueirinho” foi contratado pelo ex-marido de Vanusa, Manoel Messias Moura, o “Manelão”, para matar as duas. O crime foi em novembro do ano passado em uma chácara que pertencia a família no município de Marabá.

No local havia um bar e foi onde mãe e filha foram assassinadas por disparos de arma de fogo. Os corpos foram encontrados na cozinha e no banheiro do estabelecimento.

“Manelão” foi preso em julho deste ano, na cidade de Teresina, no Piauí, na casa de uma namorada. Além dele também foram presas outras duas pessoas, entre elas a esposa de “Vaqueirinho”, que deu fuga para o marido. O pistoleiro também é foragido do estado do Ceará pelo crime de roubo.

A recompensa pelo paradeiro de “Vaqueirinho” será paga por informações que chegarem à central do Disque Denúncia Sudeste do Pará, através dos telefones/ whatsapp: (94) 3312-3350, (94) 98198-3350), ou pelo Aplicativo “Disque Denúncia Sudeste do Pará”, que pode ser baixado no link: https://bit.ly/2EgbFoG.

As denúncias serão recebidas com total garantia do anonimato e o denunciante receberá um código que poderá ser utilizado para acrescentar informações, acompanhar o andamento da denúncia e caso seja procedente com resultado, o denunciante retornará o contato fornecendo esse mesmo código para receber a recompensa.

O valor só será pago após as denúncias serem averiguadas pela polícia leve a prisão de Marcio Sousa Pinto. A ONG Instituto Brasileiro de Cultura e Cidadania (IBCC) ficará responsável pelo pagamento.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário