Header Ads




Santarém sedia 2º Encontro Presencial da Política de Inovação Educação Conectada 2021

Programa tem o objetivo de apoiar a universalização do acesso à internet de alta velocidade, por via terrestre e satelital, e fomentar o uso de tecnologia digital na Educação Básica
Abordando o tema “Metas e Ações do Piec para o 2º semestre de 2021”, Santarém sedia nesta sexta-feira, 24, o 2º Encontro Presencial da Política de Inovação Educação Conectada (Piec) 2021 no âmbito regional. O evento ocorre no auditório da Faculdade Unama. A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) é anfitriã do evento.
Atendendo a todos os protocolos sanitários, o encontro tem como público alvo os Articuladores Locais da Piec indicados pelos municípios participantes e, também, os Dirigentes Municipais de Educação (DME), além de técnicos das secretarias de Educação. Cerca de 50 pessoas participam.

O Programa de Inovação Educação Conectada do Ministério da Educação tem o objetivo de apoiar a universalização do acesso à internet de alta velocidade, por via terrestre e satelital, e fomentar o uso de tecnologia digital na Educação Básica.
Legenda da foto: Secretária de Educação representou a Prefeitura.

Para a secretária de Educação Maria José Maia, não se pode mais ignorar o fato de que a tecnologia tem transformado rotinas e atividades realizadas cotidianamente pelas pessoas, dentre elas, a forma de ensinar e aprender. Para Maia, a tecnologia aplicada à educação é hoje uma ferramenta imprescindível ao processo de ensino aprendizagem.

“Penso que nenhuma conquista é alcançada sem luta, sem empenho e sem dedicação. Certamente teremos diversos obstáculos a serem enfrentados nesse processo, contudo, tenho a convicção de que vamos vencer mais esse desafio e desenvolver educação inovadora e conectada em nossas escolas proporcionando às novas gerações um modelo de ensino que seja mais atraente e interessante”, completou a secretária.

Ainda conforme a titular da pasta da Educação, das 395 unidades educacionais do município, mais de 200 já estão aptas a trabalhar com a educação conectada.

O Piec foi elaborado com quatro dimensões: visão, formação, recursos educacionais digitais e infraestrutura que se complementam e devem estar em equilíbrio, para que o uso da tecnologia digital tenha efeito positivo na educação.
Legenda da foto: Ricardo Batista comentou sobre o fomento da tecnologia nas atividades pedagógicas.

O coordenador Regional Norte Undime/Piec, Ricardo Batista, destacou que além de apresentar os principais objetivos e números dessa Política de Inovação do MEC, a meta é alcançar todos os 144 municípios do estado do Pará.

“O Educação Conectada hoje, como política de inovação principal do MEC visa universalizar a internet de banda larga para ser usada por todas as escolas de educação básica para que seja fomentado o uso dessas tecnologias nas práticas pedagógicas. O evento aqui em Santarém reúne representantes de vários municípios das proximidades e nós vamos apresentar a eles as metas, ações e estratégias do Programa”, completou Ricardo.

Além da abertura oficial e apresentação da Coordenação do Piec Pará, o evento terá ainda: Metas, Ações e Planejamento Piec; Engenharia pedagógica com o Google for Education; Medidor de Velocidade Piec; Plano de Aplicação Financeira (PAF 2021).

À frente da equipe de coordenação do Piec no estado do Pará está o Coordenador Regional Norte Undime/Piec, Ricardo Batista; a Coordenadora Estadual Undime/Piec, Sheleide Oliveira; a Coordenadora Estadual Undime/Piec, Eriston Ramos.

Programa de Inovação Educação Conectada

O objetivo do Programa de Inovação Educação Conectada, desenvolvido pelo Ministério da Educação e parceiros, é apoiar a universalização do acesso à internet de alta velocidade e fomentar o uso pedagógico de tecnologias digitais na Educação Básica.

O Programa fomenta ações como auxiliar que o ambiente escolar esteja preparado para receber a conexão de internet, destinar aos professores a possibilidade de conhecerem novos conteúdos educacionais e proporcionar aos alunos o contato com as novas tecnologias educacionais.

Sua implementação passou por três fases: (1) indução (2017 a 2018) para construção e implantação do Programa com metas estabelecidas para alcançar o atendimento de 44,6% dos alunos da educação básica; (2) expansão (2019 a 2021) com a ampliação da meta para 85% dos alunos da educação básica e início da avaliação dos resultados; e (3) sustentabilidade (2022 a 2024) com o alcance de 100% dos alunos da educação básica, transformando o Programa em Política Pública de Inovação e Educação Conectada.

Fonte: educacaoconectada.mec.gov.br

Nenhum comentário