Header Ads




Polícia continua buscas por suspeito de cometer feminicídio no bairro Jutaí, em Santarém

Assassinato aconteceu na noite de sexta-feira (1º). Elson Silva, de 52 anos, fugiu após cometer o crime.
Edileuza Lima, de 35 anos, morreu após ser esfaqueada pelo ex-companheiro — Foto: Redes Sociais/Reprodução

A Polícia Civil continua as buscas para encontrar o homem suspeito de assassinar com um golpe no peito a ex-esposa no bairro Jutaí, em Santarém, no oeste do Pará. A vítima, Edileuza Lima da Silva, tinha 35 anos e estava separada do suspeito há sete anos.

O crime aconteceu na noite de sexta-feira (1º). O suspeito, identificado como Elson Silva, de 52 anos, foi até a casa da vítima questionar se ela já estava em outro relacionamento, eles discutiram e o homem desferiu o golpe na vítima, que faleceu poucos minutos depois.

Após cometer o crime, Elson entrou no carro com o filho do casal, um adolescente de 13 anos, e fugiu. Os dois foram para o bairro Santo André, mas o homem pediu que o filho fosse para a casa da tia.

No domingo (3), o Corpo de Bombeiros atendeu a uma ocorrência no bairro São José Operário. Era um veículo que estava em chamas e pertenceria a Elson. Segundo a Polícia Militar, dois homens adentraram a residência e atearam fogo no carro. As chamas foram controladas e ninguém ficou ferido.

Caso encaminhado à Deam

A titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), delegada Andreza Souza, explicou que o caso está sob investigação.

"O caso foi encaminhado à Deam por se tratar de um crime de feminicídio. Estamos tomando todas as medidas para que essa investigação seja feita com mais brevidade possível uma vez que se trata de um caso extremamente grave", disse a delegada.

Feminicídio

É considerado feminicídio o assassinato de mulheres cometido em razão do gênero, ou seja, quando a vítima é morta por ser mulher. A Lei de Feminicídio (13.104/15) foi aprovada no Brasil em 2015.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário