Header Ads




Criação do Estado de Tapajós volta a ser debatida no Senado nesta quarta

Em 2011, 98,63% dos eleitores de Santarém votaram pela criação do Estado de Tapajós (Divulgação / Prefeitura de Santarém)

O debate sobre Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 508/2019, que convoca plebiscito sobre a criação do Estado do Tapajós está incluído entre as pautas de votações nesta quarta-feira, 17, que está na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal (CCJ).

O projeto foi criado por 27 senadores de diferentes estados do Brasil e protocolado em 2019, no dia 13 de agosto. Paulo Rocha (PT) e Zequinha Marinho (PSC) foram os parlamentares paraenses que assinaram a autoria.

Segundo a apuração, 4.605 mil votos foram favoráveis a criação do Estado. Já 903 votos foram contra.

Eleitores do Pará serão convocados para votação, sendo necessário que a solicitação da inscrição ou transferência do título de eleitor tenha sido feita 150 dias antes da realização da consulta popular.

Para Jean Carlos Leitão, presidente do Instituto Cidadão Pró-Estado do Tapajós (ICPET), a região Oeste do Pará é esquecida pelo poder público e a divisão traria benefícios.

"Aqueles que defendem a criação do estado justificam pelo tamanho do Pará que é maior que 170 dos 193 países do mundo além de ser duas vezes e meio maior que a região Sul e que a região Sudeste. É uma região esquecida com infraestrutura que mostra o abandono e têm pessoas que viajam dias e noites de barco em barco apenas pra fazer uma tarefa simples como ir a um cartório, e também a emancipação significa desenvolvimento para o novo estado e benefícios para o Pará como um todo", ressalta Jean.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário