Header Ads




Filhos de Flordelis são condenados pela morte do pastor Anderson do Carmo; saiba a pena de cada um

Crédito: Tomaz Silva/Agência Brasil

No início da manhã desta quarta-feira, 24, foi divulgado o resultado do julgamento onde dois dos filhos da ex-deputada federal Flordelis foram condenados pelo envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo, que aconteceu em junho de 2019. O julgamento que começou na terça-feira, 23, e durou mais de 15h encerrou às 5h45 de hoje.

Na leitura da sentença, Flávio dos Santos Rodrigues foi condenado a 33 anos e dois meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma, uso de documento ilegal e associação criminosa armada, crimes associados a acusação de ter atirado em Anderson. Lucas Cézar dos Santos Souza, acusado de comprar a arma do crime, foi condenado a sete anos e meio por homicídio triplamente qualificado. No entanto, a pena de Lucas foi reduzida por ele ter colaborado com as investigações sobre o caso.

Drama e início do desfecho

Ainda na terça-feira, 23, Lucas afirmou, durante o interrogatório, que Flávio queria 'acabar com o sofrimento da mãe'. Ele também citou que Flávio teria contado sobre seu desejo em uma conversa que teria acontecido um mês antes do assassinato. Na ocasião, Flávio teria dito que Flordelis estaria sofrendo por causa de 'trâmites' de Anderson em Brasília e precisaria de uma 'solução.

Tudo foi acompanhado pelo pai adotivo do pastor, Jorge de Souza, que aos 81 anos foi um dos primeiros a chegar ao Fórum e acompanhou o julgamento até as 22h de terça. A família conta que ele foi embora após não se sentir bem, em seguida foi colocado em um carro para ir embora.

Flordelis está presa desde o dia 13 de agosto, um dia após a perda do mandato parlamentar na Câmara dos Deputados e ter sido expulsa do PSD. Ela é acusada de ser a mandante do crime. De acordo com uma delegada ouvida durante o julgamento, a ex-deputada foi a responsável por elaborar uma carta que responsabilizaria outros filhos pelo assassinato do pastor. Ela e outros nove réus vão a júri popular pela morte de pastor. O julgamento de Lucas e Flávio foi o primeiro julgamento referente ao caso.

Com informações do G1

Nenhum comentário